Problemas no intestino? Saiba o quanto este órgão interfere em sua vida

Por Jean 27/06/2019 - 13:28 hs

Problemas no intestino? Saiba o quanto este órgão interfere em sua vida
Dr. Henrique Passos, endocrinologista e ortomolecular

A maioria das pessoas estão preocupadas com o cérebro e esquecem de cuidar do que consideramos o "segundo cérebro do corpo", o intestino. Um dos mais importantes redutos de produção da seratonina (cerca de 80%), é capaz de regular o neurotransmissor responsável por nossas sensações, tanto físicas, quanto emocionais promovendo o bem-estar do corpo. 

O que isso quer dizer? Que a alegria que tanto buscamos no dia a dia, começa na qualidade e cuidados com seu intestino. Para o funcionamento correto deste órgão tão importante do corpo, é indispensável seguir uma alimentação saudável e equilibrada. 

Evite alguns alimentos 

O consumo excessivo de carne vermelha, embutidos, enlatados e defumados não são saudáveis para o intestino. O método de processamento da carne é o motivo do aumento de número de pessoas com câncer. Já está claro para alguns pesquisadores que os antibióticos podem alterar drasticamente a microbiota intestinal. 

Consumo de água e fibras 

Para a hidratação do organismo e contribuição do funcionamento do intestino é recomendável a ingestão diária de líquido deve ser de aproximadamente 2 litros.

Dr. Henrique Passos, endocrinologista e ortomolecular, explica: “Mastigar bem os alimentos, comer devagar, fracionar as refeições diárias e comer fibras frescas, secas, leguminosas, hortaliças ou cereais integrais, aumenta a quantidade de bactérias do intestino, tem efeitos anti-inflamatórios e melhoram o sistema imunológico, ajudando no seu pleno funcionamento e garantindo um intestino disposto a trabalhar pela nossa saúde e felicidade." A dieta tem uma enorme influência sobre o microbioma intestinal. 

Rotina com exercícios físicos 

Com 30 minutos diários de atividade física moderada em cinco dias da semana, é possível manter o melhor funcionamento do intestino estimulando a movimentação do órgão, e contribuir para diminuição do estresse. 

“Quem tem uma rotina de alimentação saudável e exercícios físicos, controla o peso e diminui o risco de ter câncer neste órgão.” – conta o endocrinologista. 

Periodicidade nos exames 

Feitos a partir dos 50 anos ou quando há fatores de risco, como hereditariedade de casos de câncer, o exame de colonoscopia se tornou exame de rotina como prevenção de câncer colorretal. Pode ser indicado também em investigações de dores abdominais, hemorragias ou diarreias. Com resultados normais, devem ser repetidos a cada cinco anos. Já com resultados alterados, devem ser repetidos de acordo com a orientação médica. 

Site: http://drhenriquepassos.com.br 

Instagram: @drhenriquepassos 

Para consultas: (21) 9.7560-2886 

Imprensa: Agência DosReis - (21) 3592.2110 -  tatiana@agenciadosreis.com.br


Camilla Bordon