Não consegue emagrecer e falta libido? Pode ser baixa de Testosterona!

Por Jean 09/07/2019 - 19:00 hs


Dedicação com horas na academia e quando você corre pra balança apenas algumas gramas perdidas? Está na hora de verificar e equilibrar suas taxas hormonais. 

Nas mulheres, uma das causas do acúmulo de gordura no corpo, diminuição de libido e perda de massa muscular é a deficiência da testosterona. Nos homens, esta falta causa dificuldade de ereção, perda da libido, ondas de calor, náusea, palpitações, cansaço (fadiga), diminuição da massa óssea e perda muscular, distúrbio do sono, irritabilidade, ansiedade, dificuldade de concentração, memória ruim, perda do interesse e até depressão. E em ambos os sexos, está relacionado ao acúmulo de gordura no corpo e pode levar a obesidade. 

Os níveis de testosterona diminuem com a idade! O declínio começa ao atingirmos a maturidade e prossegue à medida que envelhecemos, mas a velocidade de queda é muito variável. Calcula-se que, a partir dos 20 anos, a queda seja de 1% a 2% ao ano. Por isso, que cada vez mais jovens estejam à procura de vitalidade e bem-estar. 

No Brasil, segundo o Sistema de Acompanhamento de Mercado de Medicamentos (Sammed), a partir de dados dos Relatórios de Comercialização encaminhados anualmente pelos laboratórios fabricantes e divulgados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as vendas de medicamentos que contêm testosterona como princípio ativo (injetável ou cápsula gelatinosa) aumentaram 55% entre 2004 e 2012 só entre os registrados e em suas embalagens originais, sem contar os manipulados. A venda é controlada pela receita de controle especial em duas vias e consta na lista C5 da Portaria 344/98 de substâncias anabolizantes da Anvisa e por isso deve ser administrada apenas por médicos Endocrinologistas de confiança. 

“Muitos pacientes me procuram querendo tomar Testosterona, sem se preocupar com as contraindicações, até porque virou moda. Mas a realidade é que, é uma suplementação de grande resultado, mas em doses específicas para cada paciente. Caso contrário, as contraindicações podem ser bem maiores do que os resultados almejados.” – Diz Dr. Henrique Passos, Endocrinologista e Ortomolecular. 

Como benefício, é um hormônio produzido naturalmente pelo nosso organismo, e o principal hormônio ligado ao ganho de massa muscular e a diminuição da gordura corporal. 

O que mais aflige aos homens na falta de Testosterona é indisposição e perda do desejo sexual. Estudos indicam que ela é a responsável pelo aumento no desejo sexual. Porém, dos homens que perderam seu interesse sexual e a capacidade de ter ereção, reverteram esse quadro com tratamentos de reposição de testosterona. 

Cuide-se! Equilibre o seu corpo! 

Na maioria das vezes, para controlar as taxas hormonais com o auxílio de um cardápio através de uma alimentação saudável com baixa carga glicêmica, pobre de gordura trans e rica em zinco. “Costumo dizer aos meus pacientes, que normalmente, vivendo com equilíbrio, tudo pode. É preciso aprender a se alimentar, fazer atividades físicas regulares como a musculação e exercícios cardiovasculares, para manter seu nível de testosterona equilibrados.” - ensina o médico. Porém, com deficiência nessas taxas, há necessidade de reposição través de medicamentos indicados por profissionais especializados. 

Site: http://drhenriquepassos.com.br/ 

Instagram: @drhenriquepassos 

Consultas: (21) 97560-2886 


Imprensa Agência DosReis - (21)3592-2110 / tatiana@agenciadosreis.com.br